13 Reasons Why precisa de segunda temporada?

Este artigo contém SPOILER, leia e corra o risco!

Leia nossa crítica sobre 13 Reasons Why para completar a leitura deste texto.

Não demorou muito para mais uma produção original Netflix se tornar um fenômeno, seja em grupos de amigos ou em rede social, 13 Reasons Why está sendo comentada por todos. A série ultrapassou a linha entre o entretenimento e a vida real. Poucas séries fazem, mas 1RW conseguiu, e graças a isso, o grande sucesso. As pessoas fizeram com que a série deixasse de ser um simples conteúdo de entretenimento para ser um grande conteúdo de discussão, colocou o assunto aos olhos de todos, isso já estava no ar, mas ajudou a promover este assunto que é e sempre foi importante discutir. O bullying, a depressão, suicídio e abuso são temas que a série aborda e um dos motivos do sucesso da série e o motivo de todas discussões.

A série é uma adaptação de um livro, por isso se houver uma continuação, será original, sem material para se apoiar, portanto a continuação é incerta. Várias perguntas ficaram sem respostas e pontas soltas apontam para uma continuação. Ainda sem nenhuma continuação confirmada, a questão é “13 Reasons Why precisa de uma continuação?”.

Pontas soltas

As principais pontas soltas e perguntas sem respostas deixadas na série, foram construídas durante os episódios e deixadas no último episódio. Possibilitando diversas teorias para uma possível continuação.

O final foi construído para uma continuação, quando Clay e Tony saem de carro sem destino, quando os depoimentos não chegam a uma conclusão ou até a notícia da tentativa de suicídio de Alex. A primeira temporada é incompleta, não deixam um final claro para o público, talvez proposital para a continuação, ou para conclusões próprias, mas a mensagem que precisavam passar, passaram, todo o drama de Hannah foi mostrado da melhor forma possível e tocou em um ponto que precisava ser discutido.

Para o segundo ano, se acontecer, pode tratar do mesmo assunto, já que isso nunca deixará de ser algo irrelevante, para as pessoas e para a mídia. Pode tratar do mesmo assunto de forma diferente, isso é um assunto complexo e pode ser visto de diversas formas, e o roteiro construiu tudo para uma continuação com outro ponto de vista sobre todos os assuntos tratados na primeira temporada.

Teorias

Diversas teorias foram construídas a partir dos últimos episódios. Além das possibilidades que o roteiro deixou em aberto, podemos especular tantas outras coisas que não foi explicado exatamente.

O formato que a Netflix entrega suas séries, proporciona uma experiência muito boa para suas séries, a possibilidade de consumir uma temporada de uma vez, sem precisar esperar uma semana para o desfecho de um episódio, é motivo que esse tipo de série é tão importante para o público, claro que a produção é boa o suficiente para causar esse impacto no público, mas o formato ajuda bastante.

É possível identificar diversas formas para uma continuação da série, o roteiro foi construído para isso, e podemos concluir a história de diversas formas, normais ou bem malucas.

Uma teoria bem coerente e que explica muito bem o que pode acontecer na segunda temporada. Ao final da temporada, descobrimos que a pessoa na ambulância, era o Alex, e que supostamente tentou cometer suicídio, até então, ninguém sabia que isso tinha acontecido, apenas o Mr. Porter recebeu a notícia. Apesar de diversas vezes ficar claro que Alex não se importava em morrer, e se ele não tivesse cometido suicídio, mas alguém ter atirado nele? Aqui entra um ponto importante para a trama.

No final da temporada, cada personagem segue seu rumo, com a “merda” feita, basta esperar vir a tona. Clay, ao entender tudo que Hannah passou, desde o começo tenta fazer algo para ajudar sua amiga, mesmo após sua morte, Clay diferente dos outros, entende tudo que sua paixão passou, e aprende muito com isso. E enxerga que quando uma pessoa passa pelo mesmo problema que ela, o que necessita é de amigos por perto. Deixam claro, até demais, que além de Hannah, outros dois alunos passam por algo semelhante, Skye (a amiga de Clay que trabalha no café) corta os pulsos, não ao ponto de se suicidar, mas por alguns sentimentos que deve guardar contigo, e Tyler, que mesmo tendo um pouco da culpa na morte de Hannah, diariamente é jogado contra armários na escola. Ao final, Clay fica ao lado de Skye, tentando a ajudar a superar algo que está acontecendo, nem um outro momento é mostrado por o que ela passa, mas é deixado claro que ela pode ser a próxima a fazer besteira. Enquanto duas cenas, bem estranhas, confirmam a teoria que Alex não cometeu suicídio, mas sim Tyler atirou em Alex. Em uma breve cena, vemos a mãe de Tyler o chamar enquanto ele está mexendo em uma caixa no seu quarto, podemos ver que ele esconde algumas armas dentro desta caixa. A outra cena é uma que ele está em uma laboratório de fotografia, com algumas fotos de seus colegas em um varal, e mostra ele tirando a foto de Alex. Sabemos que ele está internado em estado grave, e nenhum outro personagem tocou no assunto, porque não sabem do ocorrido. A foto do Alex, foi tirada do varal, pois Tyler já se vingou.

Essa é uma boa teoria sobre o futuro da série, se houver, tem chances de ser a trama da próxima temporada. Cada pessoa reage de uma forma para um problema, Hannah não viu outra forma, enquanto Tyler, pode reagir de uma forma diferente que Hannah ao passar por problemas. Claro que isso não responde todas as perguntas que a série deixou, mas é uma boa justificativa.

Reação do público

13 Reasons Why é um fenômeno e já se tornou a série mais comentada do Twitter, a repercussão que a série tomou foi importante para enxergarmos uma realidade que não queremos enxergar. A série ganhou uma importância para os espectadores, seja para trazer ao conhecimento do público esse tipo de coisa ou o perigo desse conteúdo para o público.

Por se tratar de um assunto complexo, a série também recebeu algumas críticas negativas por algumas escolhas no roteiro. Tome como exemplo a cena do suicídio de Hannah, por se tratar de uma cena pesada, foi feito de uma forma romantizada, diferente do livro, que sua morte é feita por remédios, a escolha de mostrar Hannah cortando os pulsos com uma lâmina, foi muito mais impactante dessa forma, mesmo sendo construída de uma forma para deixar “leve” uma tragédia.

A situação é complicada, quando uma série deixa de ser puro entretenimento para alertar coisas da vida real tão claramente e verdadeiro quanto nesta série. Cada pessoa consome o conteúdo de forma diferente, o que uma pessoa entende a conclusão que outra pode ter é totalmente diferente. Alguns profissionais da psiquiatria do Brasil apontam que está série pode ser um problema para pessoas, principalmente adolescentes, que já sofrem de alguma forma a pensarem em suicídio.

Muitas das críticas negativas foram baseadas na falta de utilização dos manuais que discutem prevenção de suicídio e mídia. Alguns dizem que a cena do suicídio foi totalmente desnecessária para a série, mas isso é um assunto complexo de se discutir, pois enquanto entretenimento a série precisava mostrar, talvez não da forma que mostrou, mas isso precisava acontecer. Enquanto um programa que ultrapassa a linha de uma simples série para apontar questões no mundo real isso é a alavanca que precisava para colocar esse tipo de tema em discussões em família.

Mesmo tocando em assuntos complexos de forma certa ou não, a série causou reações de diversas maneiras nas pessoas, e isso está sendo comentado e tentando ser evitado, isso é importante, uma série virou nossos olhos para um problema que pouco se fala no Brasil.

Continuação?

Levantamos três questões para considerar em uma possível continuação da série. O tema foi além dos erros de roteiro que ficaram apagados depois de todos esses pontos levantados na série, a mensagem foi passada, basta o público discutir sobre, conversar o que pode ser feito na vida real. Como entretenimento vale a pena uma continuação? A série tem potencial para uma continuação? E a mensagem que foram passadas para o público, valeram de algo?

Deixe sua opinião nos comentários, o que você acha disso tudo?

Por Gabriel Stuchi

#13ReasonsWhy #netflix #Os13Porques