Analíse: The Surge

CREO: Criando um futuro melhor para nossas crianças

Desenvolvido pela criadora de Lords of the Fallen, Deck 13, e distribuído pela Focus Home Interactive, The Surge entrega uma narrativa que gira em torno de Warren e seu novo emprego na CREO. A CREO se mostra como uma multinacional, que em um mundo à beira da destruição pelas ações destrutivas do homem, apresentou as soluções para o meio ambiente da Terra e fez fortuna com isto, desenvolvendo novas tecnologias e garantindo um futuro melhor para todos.

Warren é um recém contratado para um dos complexos industriais possuídos pela empresa em todo o mundo, mas ao chegar no local algo acontece e obriga que o complexo seja colocado sobre quarentena. No meio desta catástrofe você, utilizando o exo-esqueleto recém instalado pela empresa, deve conseguir encontrar uma saída enquanto aos poucos descobre o que aconteceu.

The Surge não apresenta cutscenes ou vídeos que expliquem a história. Você quem deve ir montando o quebra-cabeças com as informações, passadas ao longo de sua jornada, por NPCs, gravações de áudio ou vídeos comerciais da empresa mostrado em alguns telões pelo cenário.

Prepare-se para morrer (e muito)

Apesar de ter controles simples com relação à ataques, defesas e esquivas, o jogo apresenta uma curva de aprendizado que pode assustar alguns, principalmente pelo fato do jogo pouco lhe explicar e exigir que você mesmo se adapte as mecânicas que ele apresenta.

Apesar de se basear em aprender o tempo de cada inimigo e saber em qual momento desviar ou esquivar-se, cada arma exigirá um tempo diferente de resposta de Warren, iniciar o ato de tentar golpear um inimigo usando uma arma pesada pode lhe deixar vulnerável a um inimigo mais rápido que com certeza lhe dará um golpe letal.

E tudo isso deve ser feito enquanto se administra a quantidade de estamina de Warren. Se você realizar muitos golpes e esgotar sua reserva de energia, se tornará um alvo lento e fácil para os inimigos. E eles aproveitarão muito bem essa oportunidade.

Desmembre se quiser evoluir

E para conseguir aumentar suas chances de sobreviver neste mundo cruel criado pela Deck13 você precisará conseguir novos equipamentos, além de melhorar os que já possuir, e nos corredores de The Surge só há uma forma de conseguir isso: Esquartejando seus inimigos!

Você vai se pegar muitas vezes caçando inimigos específicos justamente para arrancar algum membro deles e depois usar as peças que conseguir para aumentar seu arsenal.

O jogo não apresenta um sistema de níveis para o personagem, com a melhoria de seus atributos baseado no aperfeiçoamento de seu exoesqueleto. Se quiser ter mais pontos de saúde, terá que encontrar um implante para isso e instalar. Mas mesmo assim a fonte de energia de seu traje é limitada e também deve ser melhorada ao longo do tempo.

Um mundo cruel

Aprender a usar as armas que conseguir em seus inimigos acaba se baseando apenas em tentativa e erro. O jogo não apresenta tutoriais, apenas explicando algumas mecânicas básicas e a variedade grande de inimigos exigirá que você morra diversas vezes tentando aprender qual técnica se torna a melhor ao enfrenta-los.

Muitos deles utilizam equipamentos pesados que os tornam lentos. Mas não se engane, eles serão como tanques de guerra, lentos, pesados e extremamente letais, com muitos te matando com apenas um golpe. E nem por isso serão mais fáceis os inimigos mais leves e ágeis, porque apesar de dificilmente te matarem com apenas um golpe, eles serão capazes de realizar um combo de ataques precisos antes mesmo que você se prepare para ataca-los.

O nível de dificuldade crescente a cada setor do complexo da CREO que você avança exige que o jogador se adapte e aprenda qual arma é melhor para cada situação e o que fazer com cada inimigo diferente.

Tamanho importa

Se enfrentar os inimigos que impedem seu avanço pelos corredores da CREO parece difícil, os chefes de níveis aparecem e provam que tudo tinha sido simples até o momento.

Como grandes pedaços de maquinário defeituoso e violento, essas lutas em momentos específicos irão te deixar frustado com a quantidade de vezes que irá morrer até encontrar a tática ideal para vencer.

São lutas que colocam a prova toda a sua habilidade em esquivar e contra-atacar. Você terá que ser realmente rápido nestes momentos. E muitas vezes você irá abandonar estas lutas enquanto saí esquartejando uma grande quantidade de inimigos com apenas um objetivo em mente: aperfeiçoar suas armas e equipamentos para voltar lá e tentar vencer aquela monstruosidade.

Uma boa novidade esse ano

O jogo apresenta mecânicas de combate que remete a lembrança de muitos à série Dark Souls, mas as semelhanças entre os dois jogos acaba ai.

The Surge apresenta novas mecânicas em uma temática totalmente futurista que alguma vezes balança entre o sci-fi e o cyberpunk e possivelmente uma grande leva de jogos que venham no futuro utilizem a técnica de The Surge para conseguir loots.

O jogo é desafiante e algumas vezes parece até cruel com os jogadores com sua curva de aprendizado. Mas a experiência se prova recompensadora a cada pedaço de corpo arrancado e aproveitado durante a sua jornada por este mundo. Sendo uma excelente experiência para os que gostam do gênero e é até mesmo capaz de seduzir aqueles que não viam com muito interesse esse tipo de Action RPG.

#Deck13 #TheSurge