Raw | Crítica

Updated: Jun 30, 2019

Este filme é para maiores de 18 anos e fez algumas poucas pessoas desmaiarem no festival de Toronto. Trata-se de um terror/suspense sobre canibalismo chamado Raw, da cineasta estreante Julia Ducournau.


No filme uma jovem estudante vegetariana é deixada por seus pais e sofre o famoso trote em seu primeiro dia de faculdade, os jovens da instituição parecem terroristas e a cor vermelha predomina, pois é um curso para futuros veterinários. Lá ela acaba tendo que comer carne crua e isso é apenas o início de uma jornada de terror.


O filme tem um ritmo diferente dos americanos e demora para se posicionar. Algumas pessoas podem gostar, mas temos um verdadeiro quebra cabeças que consegue se resolver apenas no final, quase que no finalzinho. Com cenas de sexo, violência e até banais o filme consegue ser apreensivo e assustador.


Eu confesso que esperava mais, apesar de ter um pouco de originalidade em alguns momentos, o filme é longo e ainda que tenha agradado a crítica internacional e ganho alguns prêmios eu confesso que não consegui ver algumas cenas. Dá para perceber que poucos atores são realmente bons e alguns não convencem. Claro que a garota principal está ótima e ela realmente ganha a cena. E ai topa o desafio? O que será que Hannibal acharia disso? O filme não tem data para estrear aqui no Brasil, mas pode ser visto nos players digitais ou torrents da vida.

Por Mauris Poggio


#JuliaDucournau #raw